Rede Novo Tempo de Comunicação

legenda

Rede Novo Tempo de Comunicação

União Africana intercede por 870 condenados a morte


Por marciobasso 06/07/2010 - 02h33

A União Africana (UA) ordenou o Governo da Nigéria a suspender a execução iminente de 870 presos condenados a morte no país, à espera de um pedido apresentado ao organismo por uma organização local de defesa dos direitos humanos.
A Comissão de Direitos Humanos e Direitos dos Povos da UA, a pedido da organização nigeriana Programa para os Direitos Sociais e Econômicos e Prestação de Contas (SERAP), pediu ao Governo de Abuja que mantenha a moratória que suspendeu as execuções em 2002.
A SERAP, segundo um comunicado divulgado hoje pelo grupo, alegou que a causa aduzida pelo Governo para retomar as execuções, a pedido dos governadores dos estados federados nigerianos, é aliviar a congestão das prisões do país.
A Comissão encarregada dos Direitos Humanos na União Africana, além de atender à solicitação da SERAP e solicitar que se mantenha a moratória, também pediu ao Governo de Abuja que avance rumo à abolição da pena de morte.
Fonte: Terra