Rede Novo Tempo de Comunicação

legenda

Rede Novo Tempo de Comunicação

PM diz que 11 suspeitos dos ataques já foram presos no Rio


Por marciobasso 23/11/2010 - 02h12

Onze pessoas suspeitas de envolvimento com a série de ataques ocorridos no Rio desde domingo foram presos entre ontem e esta terça-feira, segundo o coronel Lima Castro, relações públicas da Polícia Militar.
Em entrevista do “RJTV”, da Rede Globo, ele afirmou que entre os presos estão quatro pessoas flagradas em um carro roubado em São João do Meriti, perto da via Dutra. No veículo foram encontradas drogas e 4 litros de combustível já “em forma de coquetel molotov”, de acordo com o PM.
O policial afirma que agora, a investigação feita pela Polícia Civil a partir dos presos, poderá indicar a origem dos ataques.
OPERAÇÃO SIMULTÂNEA
Para tentar conter a onda de violência, a Polícia Militar iniciou hoje uma operação simultânea em ao menos 17 favelas. Em nota, a corporação informou que está com o efetivo de todos os batalhões da região metropolitana nas favelas, além de policiamento ostensivo nas ruas.

Van queimada na saída da Dutra, sentido avenida Brasil, em Irajá, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro (Foto: JadsonMarques 22.nov.10/Folhapress)


Houve tiroteio no início das ações, e um suspeito foi morto na favela de Mandela 1, em Manguinhos (zona norte). Outro suspeito foi preso.
VIOLÊNCIA
Desde o fim de semana, criminosos fazem arrastões e queimam carros no Rio. Ontem, o secretário de Segurança do Estado, José Mariano Beltrame, disse que novos ataques podem acontecer de “traficantes emburrados”, em retaliação às UPPs (Unidade de Polícia Pacificadora) e a transferência de presos para presídios federais.
Nesta terça, quatro rapazes –dois deles adolescentes– foram detidos com bombas caseiras em Copacabana, zona sul do Rio. Segundo a Polícia Militar, eles são acusados de tentar instalar os artefatos explosivos embaixo de dois veículos no bairro.
Entre a noite de ontem e esta terça-feira, uma cabine da PM foi atingida por tiros e carros foram queimados. Na via Dutra –que liga o Rio a São Paulo–, carros foram queimados, e duas pessoas ficaram levemente feridas na altura do bairro da Pavuna (zona norte).
Já no início da manhã desta terça-feira, duas pessoas morreram e uma ficou ferida após um carro ser atingido por tiros na avenida Washington Luís, na altura de Duque de Caxias, Baixada Fluminense. Em Araruama, região dos Lagos, dois PMs foram mortos ontem à noite. Nos dois casos, a polícia investiga a possível ligação entre com os recentes ataques.
Fonte: Folha Online