Rede Novo Tempo de Comunicação

legenda

Rede Novo Tempo de Comunicação

Os filhos de mães que fumam são mais enfermos


Por Gabriela Frontini Ruela 25/11/2010 - 03h33

Os pesquisadores têm cada vez mais convicção dos males provocados pelo fumo. E todo mundo sabe que o cigarro não faz mal só aos adeptos da prática, como também a quem inala a fumaça. Quem mais sofre com este mau hábito são as crianças, que ainda estão com o sistema imunológico em formação.

As crianças são ainda mais suscetíveis ao males da fumaça alheia. “Os filhos de mães que fumam, geralmente, são mais enfermos. As principais doenças que atingem estas crianças são as infecciosas de repetição, como rinite, bronquite, asma ou qualquer outra doença pulmonar, além de morte súbita infantil”, afirma Clóvis Eduardo Tadel Gomes, pneumologista do Hospital Sabará, localizado em São Paulo.
Outros dados da OMS informam que o fumo é o vício mais comum entre as mulheres e tem aumentado entre as mais jovens. Além disto, apenas 20% delas abandonam o vício durante a gestação. Dado chocante é que o leite de mães fumantes possui três vezes mais substâncias prejudiciais do que o sangue delas. Um único cigarro fumado pela gestante aumenta os batimentos cardíacos do feto, devido ao efeito da nicotina sobre o seu aparelho cardiovascular.
(fonte: Terra)