Rede Novo Tempo de Comunicação

legenda

Rede Novo Tempo de Comunicação

Motos começam a ser multadas em SP


Por marciobasso 16/08/2010 - 11h58

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e o Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran) começaram nesta segunda-feira, 16, a fiscalização à proibição de circulação de motos na pista expressa da Marginal Tietê, na zona norte de São Paulo.
A medida, que faz parte de uma série de ações para reduzir o número de acidentes e de mortes no local, começou a vigorar em 2 de agosto. Até as 8 horas de hoje, nenhuma moto havia sido multada ainda, de acordo com a CET.
Divididos em três turnos, 42 agentes de trânsito da CET e 23 policiais militares do CPTran estarão posicionados diariamente em pontos estratégicos e nos principais acessos das pistas central para a expressa da Marginal Tietê para fiscalizar os motociclistas que desrespeitarem a nova regulamentação.
Transitar em local e horário não permitidos pela regulamentação é uma infração média, com perda de 4 pontos na carteira e multa de R$ 85,12. Para informar aos usuários da via sobre a proibição, a CET vai colocar faixas de orientação nas pontes que transpõem a Marginal Tietê, além das placas de regulamentação que já estão instaladas na via.
Por ser a principal via da cidade, com 23,5 quilômetros de extensão em cada sentido, e a que concentra o maior volume de veículos, com 1,2 milhão de viagens por dia, a Marginal Tietê também é a via que registra o maior número de acidentes e de mortes no trânsito. Por esta via circulam, diariamente, 350 mil veículos, sendo 70 mil caminhões e 36 mil motos.
Segundo a CET, durante os 15 dias em que os motociclistas tiveram para se adaptar às mudanças, o fluxo de motocicletas que circulam pela pista expressa da Marginal Tietê caiu 88%.
A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e o Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran) começaram nesta segunda-feira, 16, a fiscalização à proibição de circulação de motos na pista expressa da Marginal Tietê, na zona norte de São Paulo.
A medida, que faz parte de uma série de ações para reduzir o número de acidentes e de mortes no local, começou a vigorar em 2 de agosto. Até as 8 horas de hoje, nenhuma moto havia sido multada ainda, de acordo com a CET.
Divididos em três turnos, 42 agentes de trânsito da CET e 23 policiais militares do CPTran estarão posicionados diariamente em pontos estratégicos e nos principais acessos das pistas central para a expressa da Marginal Tietê para fiscalizar os motociclistas que desrespeitarem a nova regulamentação.
Transitar em local e horário não permitidos pela regulamentação é uma infração média, com perda de 4 pontos na carteira e multa de R$ 85,12. Para informar aos usuários da via sobre a proibição, a CET vai colocar faixas de orientação nas pontes que transpõem a Marginal Tietê, além das placas de regulamentação que já estão instaladas na via.
Por ser a principal via da cidade, com 23,5 quilômetros de extensão em cada sentido, e a que concentra o maior volume de veículos, com 1,2 milhão de viagens por dia, a Marginal Tietê também é a via que registra o maior número de acidentes e de mortes no trânsito. Por esta via circulam, diariamente, 350 mil veículos, sendo 70 mil caminhões e 36 mil motos.
Segundo a CET, durante os 15 dias em que os motociclistas tiveram para se adaptar às mudanças, o fluxo de motocicletas que circulam pela pista expressa da Marginal Tietê caiu 88%.
Fonte: O Estado de S.Paulo