Rede Novo Tempo de Comunicação

legenda

Rede Novo Tempo de Comunicação

Mercados reagem com cautela a novo governo do Reino Unido


Por marciobasso 12/05/2010 - 09h40

Os mercados financeiros reagiram com cautela nesta quarta-feira à formação do novo governo do Reino Unido, liderado pelo primeiro-ministro David Cameron, do Partido Conservador, em coligação com o Partido Liberal Democrata.

Nick Clegg (à direita) será o vice de David Cameron (à esquerda) (Foto AP)


Às 10h40 (6h40 de Brasília), a Bolsa de Valores de Londres operava em ligeira baixa, de 0,1%.
Os principais títulos da dívida pública britânica operavam em alta no mesmo horário, assim como o valor da libra esterlina, que vinha caindo fortemente nas últimas semanas diante da incerteza política e econômica. Cada libra era cotada a US$ 1,49, com uma alta de 0,21% em relação à terça-feira.
Uma das principais preocupações dos mercados em relação ao novo governo é sobre as medidas que serão tomadas para conter o crescente déficit público britânico, que já ultrapassa 11% do PIB.
Cameron prometeu “uma aceleração significativa” dos esforços para conter o déficit público, incluindo um corte de 6 bilhões de libras (cerca de R$ 15,8 bilhões) nos gastos públicos neste ano.
O novo ministro da Economia, George Osborne, deve apresentar um Orçamento de emergência nos próximos 50 dias.
Os principais grupos empresariais britânicos pediram ao novo governo que coloque no topo de sua agenda a tarefa de sanear as finanças do país.
O chefe da Confederação das Indústrias Britânicas, Richard Lambert, elogiou a formação do novo governo e disse que os empresários querem “um governo estável com a autoridade para tomar decisões fortes”.
BBC