Rede Novo Tempo de Comunicação

legenda

Rede Novo Tempo de Comunicação

Menino de 7 anos busca doadores de medula óssea


Por marciobasso 28/12/2011 - 11h44

No dia 1º de abril de 2010 os pais de Rafael Preve Ribas de Camargo descobriram que o menino de 7 anos estava com leucemia. Pela data, parecia mentira, mas não era. Os primeiros tratamentos foram concluídos em dezembro do mesmo ano, mas, sete meses depois, a doença foi detectada novamente.
Desde então, Rafael está sendo submetido a fortes doses de quimioterapia, até que seja encontrado um doador de medula óssea compatível.
E como o procedimento pode demorar, a mãe de Rafael, Tabata Luise Preve Ribas, está buscando de todas as formas conseguir uma medula compatível. Por isso entrou em contato com a Rádio Novo Tempo, que, em parceria com o jornalismo da Rede, passa a estimular a doação a partir de hoje.
Segundo a mãe, para fazer a doação “é só ter de18 a 54 anos, e ir até o hemocentro da sua cidade. Lá você faz o cadastro e tira 5 ml de sangue. Esse sangue vai para análise, por um tempo de 30 a 40 dias, e, havendo compatibilidade, eles entram em contato e avisam para a doação da medula propriamente dita”.
E para aqueles que já são doadores, há um recado importante. De acordo com um dos responsáveis pelo projeto Galera da Medula, Moisés Fernando da Silva, sempre que houver alteração de telefone ou endereço, o doador deve atualizar o cadastro, enviando um e-mail para redome@inca.gov.br.
Isto porque, apenas em 2010, destaca Moisés, “54 pessoas foram selecionadas no Brasil para serem doadoras de medula óssea e infelizmente não foram encontradas porque tinham cadastros desatualizados”. 
Para obter mais informações sobre doação de medula, acesse www.vidaporvidas.comhttp://www.galeradamedula.com.br/ ou escreva para Moisés Fernando da Silva e pergunte pelo hemocentro mais próximo de sua casa: moises@galeradamedula.com.br; Para conversar com a mãe do Rafael, ligue para 48 – 9114-5031.
Márcio Basso Gomes, para o CNTN