Rede Novo Tempo de Comunicação

legenda

Rede Novo Tempo de Comunicação

Médicos do InCor estudam criar centro de prevenção de infarto


Por marciobasso 27/09/2011 - 04h57

Exercicíos diários reduzem risco de infarto e promovem excelente qualidade de vida


Todo mundo já sabe quais são as principais medidas para evitar um infarto: fazer exercícios, controlar pressão e colesterol, reduzir sal e gordura. O que falta é seguir essas orientações.
O cardiologista Roberto Kalil, que assume o posto de professor titular de cardiologia no InCor em outubro, está reunindo especialistas do hospital para criar um centro de prevenção de doenças cardiovasculares.
“A mensagem da prevenção já está na cabeça das pessoas, mas elas não praticam. Boa parte dos pacientes submetidos a uma angioplastia, por exemplo, voltam aos seus hábitos anteriores, como fumar, em um mês.
Eles pensam: ‘Agora já estou zerado'”, afirma Kalil.
Já se sabe que fatores como a depressão reduzem a adesão dos pacientes ao tratamento, por exemplo.
O que falta, agora, é conhecer o perfil das pessoas que seguem ou não as orientações dos médicos e desenvolver estratégias para aumentar a proporção dos que seguem, objetivo a ser perseguido no projeto ainda em desenvolvimento pela equipe.
Segundo o cardiologista Maurício Wajngarten, também deve ser estabelecida uma parceria com o Instituto de Psiquiatria do HC para estudar a interação dos transtornos mentais e de humor e as doenças cardíacas.
“Stent fecha, ponte de safena fecha, os tratamentos são paliativos. O que salva é a prevenção. Queremos divulgar isso por meio desse centro”, afirma Kalil.

DÉBORA MISMETTI
DA EDITORA-ASSISTENTE DE SAÚDE