Rede Novo Tempo de Comunicação

legenda

Rede Novo Tempo de Comunicação

George Knight enfatiza equilíbrio entre a cruz e as doutrinas adventistas


Por marciobasso 25/05/2011 - 09h23

Foz de Iguaçu, PR … [ASN] A palestra do escritor e professor de teologia norte-americano George Knight, na tarde de quarta, 25, impressionou pelos conceitos bíblicos da pregação, enunciados em frases contundentes. “Pela manhã, deixe Deus falar através da Palavra, e, então, fale a Deus em oração”.
Durante a exposição do tema “Visão Profética do Ministério Adventista”, Knight destacou a necessidade de conversão, sermão equilibrado entre a cruz e as doutrinas distintivas e a capacidade para treinar líderes. Ele ainda enfatizou o amor a Deus e ao próximo e o conhecimento prático da Bíblia.
A exposição se iniciou com a declaração: “não só de títulos se faz um pastor, mas da entrega do coração a Deus”. A frase seguinte se deteve no poder do Espírito Santo para ser semelhante a Cristo, pois só assim, um pastor pode ter “coração de cordeiro e couro de rinoceronte”.
O teólogo deu ênfase ao ministério pastoral, tendo como pano de fundo a cruz de Cristo. Em uma de suas primeiras experiências como pregador, Knight contou que teve um sermão considerado muito ruim por um membro. Ele pensou nas palavras da ouvinte e decidiu corrigir o erro, cometido – segundo ele próprio – por não colocar o amor de Deus em primeiro lugar.
Ele relembrou que na ocasião pregava sobre saúde; após a observação que recebeu, ressaltou, falou sobre o tema de maneira totalmente diferente. A partir de então, Knight enfatizou o amor de Deus pelo ser humano, motivo maior do cuidado divino “por nossa saúde, pois somos mais felizes quando somos saudáveis”.  A mensagem de saúde agora tinha Cristo e Seu amor como motivo maior de existir.
O professor de teologia também ressaltou a importância de uma vida controlada pelo Espírito Santo: “Quando a ira é respondida pelo silêncio, então você está realmente convertido, porque as suas emoções estarão sendo controladas pelo Espírito”.
“Nem um dom é mais importante que o Espírito Santo. Devemos buscar a unção e o poder dEle. Se você ainda não está fazendo isso, comece agora”, motivou o líder adventista.
Knight destaca também que o Cristo crucificado deve ser exaltado em todos os cultos, pois “a menos que a mensagem esteja alicerçada na cruz de Cristo, o sermão não passará de uma palestra”. Ele diz de onde vem o poder: “Deus quer mudar o mundo com o poder de Cristo”.
O escritor ainda falou do puro ensino bíblico: “Eu os convido, diante de Deus, a que preguem a Palavra. A Bíblia deve ser pregada, e não as tradições humanas”.
O autor da obra A Visão Apocalíptica e a Neutralização do Adventismo conta alguns segredos para um público que, constantemente, necessita preparar sermões: “Gaste 12 semanas pregando sobre o livro de Romanos; e gaste dois meses com os grandes ensinos do Sermão do Monte”. Contudo, ressaltou: “O povo aprenderá a amar as Escrituras quando você aprender a amá-la”.
E terminou: “Você não pode pregar a Palavra de Deus se não a conhece, e tampouco pode conhecê-la se não a estuda”.
Knight enfatizou, ao final, o papel do pastor na vida dos membros: “O nosso ministério não é apenas nos púlpitos, mas nas casas; é entrar na vida, nos lares das pessoas, pois só assim conheceremos quais são suas lutas, suas dificuldades. Então saberemos quais sermões preparar”.
“Outra qualificação do pastor” acrescenta, “é educar os membros”. Para isso, ensina, o “pastor deve instituir auxiliares em todas as igrejas”.
Knight finalizou enfatizando a sublimidade da família, e alertou, de maneira simbólica: “Se eu fosse o diabo faria de você um grande evangelista e terminaria com o seu casamento. Tentaria destruir a sua família”. “Quando Jesus vier”, explicou, “ele vai perguntar a você, onde estão sua esposa e seus filhos?”
Fonte: Equipe ASN, Márcio Basso e Jael Eneas