Rede Novo Tempo de Comunicação

legenda

Rede Novo Tempo de Comunicação

Fumar na gravidez prejudica bebê para o resto da vida


Por Gabriela Frontini Ruela 26/04/2011 - 03h21

Menor quantidade de oxigênio e nutrientes, problemas de formação e dificuldades de aprendizagem são algumas complicações que os bebês enfrentam quando suas mães fumam durante a gravidez. Em cada tragada são inaladas 4.600 substâncias tóxicas, incluindo o monóxido de carbono.

Esse composto, que também é liberado pelo escapamento dos carros, destrói os glóbulos vermelhos, o que prejudica o transporte de oxigênio da mãe para o bebê. Outras substâncias, como o alcatrão e a nicotina, são responsáveis por diminuir a quantidade de nutrientes que o feto recebe. Isso pode fazer com que o bebê nasça abaixo do peso considerado normal. Bebês de mães fumantes podem ter problemas para o resto da vida. O cigarro aumenta as chances de ele ter obesidade, diabetes, hipertensão e dificuldades de aprendizagem.
(fonte: R7)