Rede Novo Tempo de Comunicação

legenda

Rede Novo Tempo de Comunicação

Em 48h, choveu o esperado para todo o mês em Friburgo


Por marciobasso 02/01/2012 - 11h17

Em 48 horas, choveu em Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio de Janeiro, o esperado para o mês todo, em média, nesta época do ano, de acordo com a Defesa Civil estadual. A previsão para as próximas 24 horas é de chuvas fracas a moderadas, com um acumulado previsto de 80 mm a 120 mm em 24h, no município serrano. O município está em alerta máximo desde domingo (1º).
Na manhã desta segunda-feira (2), quatro equipes da Defesa Civil estadual, além da Defesa Civil municipal, percorrem as comunidades em risco, para alertar e orientar os moradores. Do total de 72 sirenes de alerta de chuva no estado, Nova Friburgo conta com 35, espalhadas em 20 comunidades. E de acordo com a Defesa Civil, em Friburgo, as sirenes foram acionadas nos seguintes locais: Córrego Dantas, Jardinlândia, Jardim Califórnia 1 e 2, Conselheiro Paulino, Floresta, Três Irmãos, Rui Sanglard, Lazaretto e Ouro Preto.
A Defesa Civil estadual informou ainda que fortes chuvas também atingem o Noroeste Fluminense, com maior concentração no município de Lajes do Muriaé, que registra acumulado de 57,6 mm nas últimas 4 horas. 
Desde domingo (2) em Nova Friburgo, o secretário estadual de Defesa Civil, coronel Sérgio Simões, comanda o trabalho de 24 integrantes do Departamento Geral de Defesa Civil estadual e 15 bombeiros militares do município, que contam com o apoio de oito viaturas, dois caminhões e seis de pequeno porte, 4×4.
Segundo a assessoria da Defesa Civil estadual, o Departamento Geral o órgão coordena ações preventivas na região, em parceria com a defesa civil do município, com a Cruz Vermelha, com o Sistema de Meteorologia do Estado do Rio de Janeiro (Simerj), o DRM, o Instituto Estado do Ambiente (Inea) e a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Nova Friburgo.
Desalojados chegam a 300
Por causa da chuva, aproximadamente 300 pessoas precisaram deixar suas casas em áreas de risco em Nova Friburgo. Segundo o coronel João Paulo Mori, 150 pessoas foram encaminhadas para pontos de apoio espalhados pela cidade e outras 150 foram para casas de parentes ou amigos em locais seguros do município.
O mau tempo no município causou a queda de muros de casas e deslizamentos de barreiras em estradas de acesso a Nova Friburgo. Por causa da chuva, alguns rios transbordaram no domingo (1º). Em 24h choveu cerca de 100 mm.
“Existem quase 100 pontos de apoio espalhados pela cidade. Temos sirenes em 20 comunidades de Friburgo e já acionamos o alerta em 14 comunidades. Essas pessoas foram deslocadas para os pontos de apoio e outras foram para casas de parentes”, comentou o coronel.
De acordo com a Defesa Civil do município, foram registrados 21 chamados nas últimas 24 horas. No entanto, nenhum com gravidade.
Há quase um ano, uma enxurrada em 11 de janeiro de 2011 causou a morte de mais de 900 mortos na serra do Rio.
Estradas
As estradas de acesso a Nova Friburgo também foram prejudicadas pela chuva. Segundo a concessionária Rota 116, que administra a rodovia RJ-116 (Itaboraí-Nova Friburgo-Macuco), uma árvore caiu na altura do km 44, em Cachoeiras de Macacu, na Região das Baixadas Litorâneas. Uma equipe da concessionária está no local e o tráfego segue apenas em uma faixa.
Já na RJ-130, entre Teresópolis e Nova Friburgo, o trânsito está em meia pista na altura do bairro Duas Pedras por causa da lama na via.
Petrópolis em estado de atenção
Outro município da Região Serrana do Rio, Petrópolis permanece em estado de atenção por causa da chuva, informou a Defesa Civil do município na manhã desta segunda-feira (2). No domingo (1º), foram registradas sete ocorrências causadas pela chuva, mas em nenhuma delas houve feridos.
Baixada Fluminense
Os municípios de São João de Meriti e Duque de Caxias, ambos na Baixada Fluminense, também entraram em estágio de alerta, na manhã desta segunda-feira (2), em virtude da chuva que cai no Rio de Janeiro. De acordo com o Instituto estadual do Ambiente (Inea), os rios que cortam os municípios correm o risco de transbordar.
Aviso meteorológico especial
Segundo o aviso meteorológico especial divulgado pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), devido à atuação da Zona de Convergência do Atlântico Sul, persistem as condições favoráveis a chuva moderada a forte, trovoadas isoladas e acumulados significativos de chuva em todo o estado do Rio.
Os maiores valores de chuva estão previstos, ainda de acordo com o boletim meteorológico, para as áreas de divisa com o estado de Minas Gerais, Região Serrana, Noroeste Fluminense e Médio Paraíba. Além disso, há possibilidade de rajadas de ventos de até 80 km/h na faixa litorânea do estado.
Do G1 RJ