Rede Novo Tempo de Comunicação

legenda

Rede Novo Tempo de Comunicação

Congresso reúne jornalistas de vários países em São Paulo


Por marciobasso 10/08/2010 - 01h23

A capital paulista sediou a 5 ° etapa do Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo. O evento, promovido anualmente pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), foi realizado nas dependências da Universidade Anhembi Morumbi, campus Vila Olímpia.
De acordo com os organizadores, mais de 640 participantes, entre jornalistas e estudantes de jornalismo, participaram do Congresso, tornando essa etapa do evento a mais ampla de sua história. Com exceção do Maranhão e Amapá, todos os demais Estados brasileiros enviaram representantes.
Com o apoio de vários veículos e entidades de comunicação, foi possível oferecer ao público 72 palestras ministradas por 98 renomados jornalistas do Brasil e do exterior.
Quem esteve no evento teve a oportunidade de assistir a diversos temas do noticiário atual, como eleições, eventos esportivos e meio ambiente. Assuntos como jornalismo on-line, uso de redes sociais, fundamentos da reportagem, como trabalhar em equipe, processos judiciais contra jornalistas e cobertura do crime organizado, entre outros, também foram abordados.
A programação ainda incluiu inúmeros workshops, que abordaram técnicas modernas de cobertura, como a RAC (Reportagem com o Auxílio do Computador).
Mídias sociais
Uma das grandes atrações do encontro foi a palestra sobre o uso das mídias sociais no jornalismo, conduzida pelo diretor, apresentador e roteirista do programa CQC, da Rede Bandeirantes, Marcelo Tas. Ele já participou da criação de programas como Castelo Rá-Tim-Bum e Vitrine, na TV Cultura de São Paulo, e do Programa Legal, na TV Globo.
Em sua palestra sobre o crescimento das redes sociais, Tas destacou a importância do uso dessas ferramentas para o jornalismo. Ele ressalta que “Se tiver algo interessante que pode virar notícia, faça valer a pena e divulgue imediatamente, conferindo sempre suas fontes”.
Assim como o apresentador do CQC, o jornalista Mauricio Stycer, cronista do portal eletrônico Último Segundo, também discorreu sobre a importância de se utilizar as ferramentas gratuitas que a internet oferece, tais como Twitter, Blogs, Orkut, Facebook e MSN, entre outros endereços eletrônicos.
Stycer diz que “Para quem trabalha em jornalismo online, o Twitter ultimamente tem se configurado como uma fonte de informação primária. Faz o famoso furo de reportagem quem publicar a notícia em primeira mão”. “Transforme os seus assuntos em debates, promova as notícias, saiba divulgar”, aconselha Stycer.
No encerramento do Congresso, que aconteceu entre 29 e 31 de julho, o repórter investigativo do The New York Times, Lowell Bergman, falou para um auditório lotado sobre a cobertura do crime organizado na América do Norte.
Luzia Paula e Dina Karla, para a CNTN