Rede Novo Tempo de Comunicação

legenda

Rede Novo Tempo de Comunicação

Cachorros podem identificar doenças antes que fiquem graves, diz estudo


Por marciobasso 26/08/2010 - 12h37

Os cachorros já conseguem farejar drogas, a diabetes, o câncer e até explosivos. Agora, uma pesquisa sugere que eles também podem ser treinados para sentir o cheiro de doenças antes que elas se fiquem graves.
Os cachorros e ratos “bio sensores” poderão ser usados em aeroportos e em outros espaços públicos para farejar gripes como a influenza e outras doenças. É o que diz um estudo do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, revelado nesta quarta-feira (25) pelo site Popsci.
Aparentemente, o excremento de animais infectados tem um cheiro diferente do de um animal saudável. Esse é o primeiro estudo a mostrar que o cocô pode ser usado como um indicador de doenças.
Fonte: R7