Rede Novo Tempo de Comunicação

JNT SUL

Lei do transporte por aplicativo entra em vigor em 60 dias em Cachoeira do Sul

Representantes do setor querem alterações na lei apresentada pela Prefeitura e aprovada pela Câmara dos Vereadores.

Jornal NT Sul


Por danielnunes 14/05/2020 - 05h01
Foto: Divulgação / Prefeitura de Cachoeira

O prefeito Sergio Ghignatti recebeu na manhã desta quinta-feira os representantes da empresa Confiança Mobi, que atua na cidade no ramo de transporte por aplicativo. O Projeto de Lei 11/2020, que dispõe sobre o serviço de transporte motorizado privado e remunerado de passageiros na categoria Aplicações de Internet, de autoria do Executivo e aprovado nesta semana pela Câmara de Vereadores, veio para regulamentar a Lei Federal nº 12.587/2012, que trata da Política Nacional de Mobilidade Urbana.

As sugestões dos representantes da empresa são para a retirada da obrigatoriedade do seguro contra terceiros e do curso de primeiros socorros (o que já é exigido na observação de atividade remunerada da carteira B). Além disso, foi solicitada a possibilidade de adesivação dos carros de aplicativos, o uso de pontos fixos e de outras plataformas de comunicação, além do aplicativo em questão.

Conforme informações do Procurador Jurídico do Município, Leonel Gonçalves, a Lei será publicada pelo Executivo e deverá entrar em vigor em 60 dias, conforme emenda apresentada pela Comissão de Justiça e Redação da Câmara de Vereadores. A redação original previa que a Lei entraria em vigor logo após a sanção do Prefeito. Neste período de 60 dias, os representantes de transporte por aplicativos poderão sugerir outras alterações na Lei aprovada, que passarão por um estudo jurídico e técnico por parte do Município. O prefeito Sergio Ghignatti também deverá se reunir com os vereadores para analisar as questões.

Além do Confiança Mobi, o aplicativo Garupa atua na cidade no ramo de transporte por aplicativo. 

Foto: Divulgação / Prefeitura de Cachoeira