Rede Novo Tempo de Comunicação

Tempo de Refletir

O samaritano bom

Tempo de Refletir


Por Rádio NT 23/11/2020 - 04h00
00:00
00:00
Volume
Velocidade

Lucas 10:29 Ele, querendo justificar-se, perguntou a Jesus: “E quem é o meu próximo?”


O diálogo, em verdade, começou com outra pergunta: “O que preciso fazer para herdar a vida eterna?” (v. 25). E, em resposta ao texto de hoje, Jesus relatou a história do bom samaritano.


Aquele pedaço de estrada entre Jericó e Jerusalém podia ser comparado ao trânsito em ruas estreitas de um local perigoso. Um homem é assaltado e quem aparece? Ora, ora… um sacerdote! Era de se esperar que ele ajudasse a vítima ferida. Mas qual foi a reação? “Ih! Estou atrasado. Logo hoje que vou dirigir o culto… Não vai dar para ajudar.” E na ponta do pé seguiu caminho e passou o mais longe possível.


Apareceu outro. Dessa vez foi um levita, auxiliar do sacerdote. Quando chegou mais perto, percebeu o que tinha acontecido: “Que pena! Ele deve ser socorrido. Mas eu não sou médico e não me sinto muito bem quando vejo sangue. É melhor eu ir embora.”


Aparece então um samaritano. Apesar de não encontrarmos na Bíblia as palavras “bom” e “samaritano” juntas, o conceito de bom samaritano é difundido em todos os lugares, quando se fala de ajuda e socorro. Clínicas, hospitais, asilos, corporações de ajuda comunitária e outras instituições usam esse nome.


Jesus pediu ao doutor da lei que avaliasse o que tinha ouvido. “Qual desses foi o próximo?”


Na parábola, Jesus estava dizendo: “Mude seu coração”, “Mostre compaixão”, “Ajude a quem precisa”, “Seja uma extensão do abraço de Deus para os outros.”


Permeando e entremeando todo o relato da parábola do bom samaritano está o conceito de graça, colocado por Stuart Tyner da seguinte maneira: “Graça é o bom samaritano que não conhece limites geográficos nem preconceito cultural, mas que resgata e cura porque nossa necessidade real é urgente. Graça é a bandagem que cobre nossas feridas quando elas não param de sangrar. Graça é o óleo e o vinho que curam a dor quando não podemos atenuá-la. Graça é o burrinho que nos leva para o lugar onde devemos ser curados, onde não podemos ir por nós mesmos. Graça é dinheiro que paga as despesas quando não temos o mínimo em nosso bolso.”

Demonstre o mesmo carinho que Jesus, com Sua graça, demonstrou por você.

Faça isso no dia de hoje e ore comigo agora:

Obrigado, Pai, por Tua graça! Que eu a compartilhe com aquele que não tem e que não conhece o Teu amor. Por favor, Pai! Em nome de Jesus, amém!