Rede Novo Tempo de Comunicação

Tempo de Refletir

Graça e crescimento cristão

Tempo de Refletir


Por Rádio NT 21/11/2020 - 04h00
00:00
00:00
Volume
Velocidade

Colossenses 2:6 Assim como vocês receberam Cristo Jesus, o Senhor, continuem a viver nEle.


A graça tem poder justificador quando Deus nos declara justos, e poder santificador quando nos ajuda a nos tornar cada vez mais semelhantes a Jesus. Assim, a graça não apenas nos ajuda a mudar de direção e a renunciar ao mal, mas também a viver vitoriosamente. Não precisamos ter medo da palavra santificação. Simplesmente podemos substituí-la por crescimento em Cristo e estará tudo bem.


Quando nasce uma criança, não recebemos a notícia por meio de um cartãozinho anunciando que o senhor e a senhora Santos comunicam o nascimento de um engenheiro, médico, publicitário, etc. O que ele vai ser no futuro dependerá do preparo, da educação e da orientação que vai receber e seguir.


Pedro menciona uma escada de crescimento; virtudes que devemos desenvolver. Tendo em vista a volta de Jesus, mantenha-se crescendo; não pare! “Empenhem-se para acrescentar à sua fé a virtude; à virtude o conhecimento; ao conhecimento o domínio próprio; ao domínio próprio a perseverança; à perseverança a piedade; à piedade a fraternidade; e à fraternidade o amor” (2Pe 1:5-7).


Não é uma questão de ganhar ou comprar o Céu pela santificação. Quando você coloca essa escada como alvo em sua vida, torna-se cada vez mais semelhante a Jesus. Ele também nos mostra como podemos crescer.


Em primeiro lugar, o crescimento cristão está relacionado ao poder de Deus. O próprio apóstolo diz: “Seu divino poder nos deu tudo de que necessitamos” (2Pe 1:3). Esse poder é aplicado no dia a dia. “Pois é Deus quem efetua em [nós] tanto o querer quanto o realizar, de acordo com a boa vontade dEle” (Fp 2:13). Deus vai fazer tudo para minha salvação, menos minha parte.


Além do poder divino, existe ainda o empenho humano: “Portanto, irmãos, empenhem-se ainda mais para consolidar o chamado e a eleição de vocês” (2Pe 1:10). Existe o poder divino e existe o empenho humano. Será que isso não é contradição? Deus faz o trigo crescer, mas o fazendeiro tem que plantar. O poder de Deus e o empenho humano não são incompatíveis.


Isso não significa que a salvação seja um esforço conjunto. A salvação é um ato cem por cento de Deus. Digo: “Agora, Senhor, que fui salvo, como posso demonstrar meu agradecimento?” Vá a Deus e pergunte: “Senhor, o que devo fazer? Mostra-me Tua vontade. Dá-me a ideia do que devo ou não fazer para crescer na graça.”


Os cristãos fazem coisas que os não cristãos não fazem porque Deus opera na vida deles. Paulo dizia: “Tudo posso nAquele que me fortalece” (Fp 4:13).

Reflita sobre isso no dia de hoje e ore comigo agora:

Obrigado, Pai, pela salvação em Cristo Jesus! Agora, Pai, eu peço por mim e por meus ouvintes: o que devemos fazer? Mostra-nos a Tua vontade, dá-nos ideia do que devemos ou não fazer, para crescer na graça! Por favor, Pai! Em nome de Jesus, amém!