Rede Novo Tempo de Comunicação

Tempo de Refletir

Estenda a mão

Tempo de Refletir


Por Rádio NT 21/05/2020 - 05h00
00:00
00:00
Volume
Velocidade

Provérbios 14:31 “O que oprime ao pobre insulta aquele que o criou, mas a este honra o que se compadece do necessitado”.

Mede-se a grandeza de espírito de uma pessoa pela maneira como esta administra o poder e o dinheiro. Conheci um homem poderoso e rico que repentinamente perdeu tudo o que tinha. A situação desesperadora em que se encontrava o motivou a ler a Bíblia, depois de assistir um programa de televisão com o Pastor Bullon.

“O dinheiro me fez soberbo. Sentia-me um semideus, dono do mundo e dos que nele habitam”, me disse. “Se tivesse conhecido a Palavra de Deus, teria agido de modo diferente.”

Quando o conheci, começava a levantar-se outra vez no mundo dos negócios. Desta vez, com uma atitude cristã. Respeitava os seus trabalhadores, os chamava de “meus colaboradores” e aos domingos preparava um almoço especial para os pobres da cidade onde morava.

A promessa que Deus apresenta no provérbio de hoje é que Ele honrará aquele que se compadece do necessitado. Somos canais através dos quais Deus quer atender àqueles que por algum motivo sofrem. Se o canal estiver obstruído, Deus procurará outro canal. Enquanto o canal estiver fluindo limpidamente, Deus continuará abençoando aquela pessoa.

Embora o texto fale expressamente dos pobres e carentes físicos, a mensagem aplica-se também às necessidades da alma. Pessoas felizes estão sempre atentas e prontas a oferecer uma palavra de ânimo ao desanimado e um gesto de carinho e compreensão aos que atravessam o vale do sofrimento.

O retorno é imediato. Não existe melhor bálsamo curador para as doenças do espírito do que estender a mão a quem precisa mais do que você. A paz de espírito e a satisfação do dever cumprido andam juntas. Uma é consequência da outra.

Estenda a mão. Olhe as pessoas como frutos da criação, reflexos da própria imagem de Deus. Tratá-las com dignidade é tratar a si mesmo com respeito. Essas pessoas podem estar aí, à sua volta, mais perto do que você imagina. Que Deus o abençoe ao longo da jornada deste novo dia. Avalie seus relacionamentos, porque “o que oprime ao pobre insulta aquele que o criou, mas a este honra o que se compadece do necessitado”.

Reflita sobre isso no dia de hoje e ore comigo agora:

Por favor, Senhor, me ajude a ser semelhante a Ti. A ter meus olhos, meu coração, abertos para aqueles que precisam, seja de ajuda física, material ou espiritual. Por favor, Pai. Peço isso por mim e por todos os meus ouvintes, agora. Em nome de Jesus, amém!