Rede Novo Tempo de Comunicação

Tempo de Refletir

Castigo divino?

Tempo de Refletir


Por Rádio NT 17/03/2020 - 05h10
00:00
00:00
Volume
Velocidade

Salmo 6:2: “Tem compaixão de mim, Senhor, porque eu me sinto debilitado; sara-me, Senhor, porque os meus ossos estão abalados”.

Na ocasião em que Davi escreveu este salmo, estava enfermo. O contexto dá a entender que ele tinha alguma espécie de reumatismo, embora a expressão “ossos abalados” era usada naquele tempo, também, para expressar momentos de extremo desânimo.

O salmista fazia uma interpretação errada de sua enfermidade. No primeiro verso do salmo, ele se dirige a Deus, dizendo: “não me castigues no Teu furor”.

Davi estava doente porque Deus o estava castigando? Se você, hoje, está prostrado no leito de dor é porque Deus está irado com você? Era isso que Davi pensava, mas estava equivocado.

Neste mundo, que hoje carrega o terrível vírus do pecado, a enfermidade não é patrimônio exclusivo dos que desobedecem a Deus. Existem pessoas que adoecem porque não seguiram os conselhos divinos para um viver saudável, é verdade.

Mas existem também pessoas que adoecem simplesmente porque receberam de seus progenitores heranças genéticas das quais não podem escapar. Outros pagam o preço de viver num ambiente cada vez mais poluído, e outros sofrem porque o diabo participa diretamente trazendo o mal, como no caso de Jó.

Ele era um homem fiel e íntegro, cujo corpo o inimigo cobriu de uma doença maligna dos pés até a cabeça, com o único fim de levá-lo a pensar que Deus era o causador de sua dor.

O problema humano é que cada vez que acontece algo doloroso na vida, inconscientemente, a pessoa relaciona enfermidade com pecado e castigo divino.

É verdade que às vezes Deus permite que a dor chegue. Nada acontece sem a Sua permissão, mas Ele não é o originador de qualquer coisa que faça sofrer os Seus filhos. Ao contrário, Ele deseja que tenhamos prosperidade e saúde.

Pense novamente em Jó. O mal tocou sua vida, mas Deus finalmente lhe devolveu tudo em dobro, porque Deus é justo e sempre cumpre as Suas promessas. Nenhum filho fiel fica abandonado.

Por isso, se hoje você está enfrentando momentos difíceis, quem sabe com medo do Coronavirus, diga como Davi: “Tem compaixão de mim, Senhor, porque eu me sinto debilitado; sara-me, Senhor, porque os meus ossos estão abalados. Em nome de Jesus, amém!”