Rede Novo Tempo de Comunicação

Tempo de Refletir

Aprendendo a confiar nEle

Tempo de Refletir


Por Rádio NT 15/09/2021 - 04h00
00:00
00:00
Volume
Velocidade

Salmo 55:22 – Confia os teus cuidados ao Senhor, e Ele te susterá; jamais permitirá que o justo seja abalado.

Podem os cristãos, às vezes, ficar deprimidos? A depressão no cristão não é indicação de que ele não confia em Deus? É pecaminoso o sentimento depressivo?

Antes de considerar este assunto, vejamos algumas declarações de Davi: “Por que estás abatida, ó minha alma?” (Sl 42:5). “Sinto abatida dentro de mim a minha alma” (Sl 42:6). “Por que te perturbas dentro de mim?” (Sl 42:5). Agora ouça a declaração de outros homens bíblicos. Elias disse: “Toma agora, ó Senhor, a minha alma” (1Re 19:4); e Jonas: “Melhor me é morrer do que viver” (Jn 4:3). Quer ir um pouco mais adiante? Ouça o que Jesus falou: “A minha alma está profundamente triste até à morte” (Mt 26:38).

Geralmente, quando uma pessoa está deprimida, fica com o rosto triste, o semblante descaído, chora, perde o apetite e sente como se sua situação não tivesse saída. Para completar, a pessoa sente-se culpada porque acha que o cristão não pode ficar deprimido e aí o problema se complica mais.

O que fazer quando na vida surgirem momentos difíceis que nos levam ao desânimo? O conselho do salmista é: “Lança o teu fardo sobre o Senhor e Ele te susterá”.

O que significa isso? Primeiro: aceite-se como você é. Não tenha medo das situações adversas. Deus nos criou com temperamentos diferentes. Uns são mais duros e dificilmente tremem; outros, por sua vez, são mais sensíveis e sujeitos a sentir-se fracos diante da adversidade. Aceite-se a si mesmo do jeito que você é. Isto não quer dizer que a personalidade distorcida que podemos trazer antes da conversão deve dominar nossa vida. Mas, deixe que o Espírito Santo complete em você a obra que iniciou. Então não desespere. Reconheça sua realidade e aceite-a. Em segundo lugar, louve o nome de Deus mesmo que não sinta que deve louvar. Louve-O porque o amor de Deus, a misericórdia dEle e as bênçãos que Ele está disposto a derramar sobre você, não dependem de como você se sente, mas de quanto você significa para Ele. Você é a coisa mais importante para Deus, ao ponto de enviar Seu Filho Unigênito para salvá-lo.

A palavra fardo, usada no verso de hoje, no original hebraico é YEHAB e significa “carga pesada”. A Septuaginta, usa para a mesma palavra, MÉRINMA, que significa “cuidado”, “ansiedade”, “preocupação” pelo que ainda não aconteceu.

O conselho divino para nós é então: “Filho, Eu o amo. Você não tem que andar preocupado pelos problemas que ainda não apareceram. Confie em Mim, lance sobre Mim o seu fardo. Eu o ajudarei a chegar descansado ao porto seguro.”

Ore comigo:

Senhor, ajuda-me a carregar o fardo que me oprime. Lute ao meu lado, por favor. Segura a minha mão. Me carrega no colo, se for preciso. Por favor! Em nome de Jesus, amém!

(Texto adaptado de Alejandro Bullon, 1994)