Rede Novo Tempo de Comunicação

Reavivados por Sua Palavra – Rádio

Salmo 47

Reavivados por Sua Palavra


Por Rádio NT 20/03/2020 - 02h10
00:00
00:00
Volume
Velocidade

“Palmas, palmas, palmas pra Jesus!”, foi a exortação que eu ouvi, numa igreja que eu estava visitando, seguida de um grande aplauso! Mas existem membros da igreja que acham que não é certo bater palmas na igreja.

O que você acha? Seria errado bater palmas na igreja? A pessoas que perguntam isso não devem conhecer o que tem na leitura de hoje: “Batam palmas, vocês, todos os povos; aclamem a Deus com cantos de alegria (Salmo 47:1)”.

Ou seja, o que eu vi, naquele ato, foi uma igreja apenas obedecendo a um imperativo bíblico / E tem mais. No serviço de louvor existem aquelas palmas que acompanham o ritmo da música. Com equilíbrio, é obvio que o louvor acompanhado das palmas alcança muito melhor o seu objetivo de envolver a todos. É só não deixar que o ritmo sufoque a mensagem da música.

Os aplausos de um público para uma pessoa também são bíblicos (2 Reis 11:12). Nesse caso, ao usar as palmas, é preciso evitar o desequilíbrio de qualquer excesso que colocaria o ser humano acima de Deus. Um público cristão deve bater palmas para um cantor, um pastor, ou qualquer outra pessoa, simplesmente “dizendo”, com suas palmas, o seguinte: “Louvado seja Deus, irmão, pelo seu talento!”

Esse aplauso seria um tipo de um “grande ‘amém'”. O que não pode acontecer é o uso das palmas para idolatrar o aplaudido. Mas essa recomendação bíblia de bater palmas que tem no Salmo 47:1 não é um mandamento obrigatório. Bater palmas na igreja uma questão cultural.

A igreja deve usar as melhores formas de expressão existentes em sua cultura que levem a maioria a louvar e adorar a adorar ao Senhor. Se a maior parte dos membros louva, adora, reconhece e interage melhor com as palmas, que as palmas sejam usadas com equilíbrio, para a honra e glória de Deus. Portanto, palmas para Jesus, Amém?