Rede Novo Tempo de Comunicação

Lições da Bíblia Rádio

O processo de inspiração

Lições da Bíblia


Por Rádio NT 06/04/2020 - 02h30
00:00
00:00
Volume
Velocidade

Visto que Deus usa a linguagem para revelar Sua vontade ao ser humano, a revelação divina pode ser escrita. No entanto, como já vimos, a Bíblia é o resultado da verdade reveladora de Deus para nós mediante a obra do Espírito Santo, que transmite e protege Sua mensagem por meio de instrumentos humanos.

Essa é a razão pela qual podemos esperar a unidade fundamental observada em todas as Escrituras, de Gênesis a Apocalipse (por exemplo, compare Gn 3:14, 15 com Ap 12:17).

2. Leia 2 Pedro 1:21, 2 Timóteo 3:16 e Deuteronômio 18:18. O que esses textos afirmam sobre a inspiração das Escrituras? Assinale a alternativa correta:

A.( )As Escrituras são fruto de pensamentos humanos sobre Deus.

B.( )As Escrituras foram inspiradas pelo próprio Deus.

Toda a Escritura é inspirada, mesmo que nem todas as partes sejam empolgantes a alguns leitores. No entanto, precisamos aprender com todas as Escrituras, mesmo com aquelas partes mais difíceis de ler e entender, ou que não são especificamente aplicáveis hoje.

A Bíblia encontra seu cumprimento em Cristo (por exemplo, as festas hebraicas e o sistema levítico). Assim, os princípios que fundamentam essas passagens são revelações divinas atemporais. Ao entender a relação de todas as partes das Escrituras com Jesus, amamos toda a Bíblia e temos interesse em todo o texto bíblico.

Além disso, nem tudo na Bíblia foi revelado de maneira direta ou sobrenatural. Deus usou escritores bíblicos que investigaram cuidadosamente os fatos ou usaram documentos existentes (veja Js 10:13; Lc 1:1-3) para comunicar Sua mensagem.

Mesmo assim, toda a Escritura é inspirada (2 Tm 3:16). Essa é a razão pela qual Paulo afirmou que “tudo quanto” foi escrito, serve para o nosso ensino, “a fim de que, pela paciência e pela consolação das Escrituras, tenhamos esperança” (Rm 15:4).

“A Bíblia aponta para Deus como seu Autor; contudo foi escrita por mãos humanas e, no variado estilo de seus diferentes livros, apresenta as características dos diversos escritores. As verdades reveladas são todas inspiradas por Deus (2 Tm 3:16), mas estão expressas em palavras humanas” (Ellen G. White, O Grande Conflito, p. 7).

Há estudiosos da Bíblia que negam a autoria divina de muitas de suas partes, a ponto de refutar ensinamentos cruciais como a criação, o êxodo e a ressurreição. Por que é tão essencial não abrirmos essa porta? Afinal, deveríamos julgar a Palavra de Deus?