Rede Novo Tempo de Comunicação

Lições da Bíblia Rádio

O poder transformador da Palavra

Lições da Bíblia


Por Rádio NT 02/04/2020 - 02h30
00:00
00:00
Volume
Velocidade

6. Leia 2 Reis 22:3-20. Por que o rei Josias rasgou as vestes? Como sua descoberta mudou não somente ele, mas toda a nação de Judá? Assinale “V” para verdadeiro ou “F” para falso:

A.( ) Por causa da morte de seu filho. Depois disso, Judá prosperou.

B.( ) Porque a leitura do livro da Lei mudou a sorte dele a de sua nação.

Em 621 a.C., quando Josias tinha cerca de 25 anos, Hilquias, o sumo sacerdote, descobriu “o livro da Lei”, que pode ter sido os cinco primeiros livros de Moisés ou, especificamente, o livro de Deuteronômio.

Durante o reinado de seu pai, Amom, e de seu avô mais perverso, Manassés, esse livro havia se perdido em meio à adoração a Baal, Astarote e “todo o exército dos céus” (2 Rs 21:3-9). Ao ouvir as condições da aliança, Josias rasgou as vestes em absoluta aflição, pois percebeu o quanto ele e seu povo se haviam distanciado da adoração ao verdadeiro Deus.

O rei, então, começou uma reforma em todo o país, derrubando os lugares altos em que era praticada a idolatria e destruindo imagens de deuses estrangeiros. Terminada a reforma, havia apenas um lugar para adorar em Judá: o templo de Deus em Jerusalém.

A descoberta da Palavra de Deus leva à convicção do pecado, ao arrependimento e ao poder para mudar. Essa mudança começou com Josias e, por fim, espalhou-se para o restante de Judá.

7. Como a Bíblia nos assegura que tem o poder para mudar nossa vida e nos mostrar o caminho para a salvação? Jo 16:13; 17:17; Hb 4:12; Rm 12:2 _______________________________________________________________

Um dos mais poderosos testemunhos do poder da Bíblia é uma vida transformada. É a Palavra que entra em nossa mente, mostrando o pecado e depravação humanos e revelando nossa verdadeira natureza e a necessidade de um Salvador.

Um livro singular como a Bíblia, constituído na História, imbuído de profecias e com o poder para transformar a vida também deve ser interpretado de maneira singular. Não pode ser explicado como outros livros, pois a Palavra viva de Deus deve ser entendida à luz de um Cristo vivo, que prometeu enviar Seu Espírito para nos conduzir “a toda a verdade” (Jo 16:13).

A Bíblia, então, como revelação da verdade de Deus, deve conter seus próprios princípios internos de interpretação. Esses princípios podem ser encontrados no estudo de como seus escritores a utilizaram e foram guiados por ela, quando permitiram que ela interpretasse a si mesma.