Rede Novo Tempo de Comunicação

Lições da Bíblia Rádio

Crescendo por meio da doação

Lições da Bíblia


Por Rádio NT 30/06/2020 - 02h30
00:00
00:00
Volume
Velocidade

O Mar Morto marca a altitude mais baixa da Terra. A 423 metros abaixo do nível do mar, ele é considerado o mar mais baixo do mundo.
O rio Jordão flui do mar da Galileia e serpenteia através do vale do Jordão até terminar no Mar Morto.

O clima quente e seco, com a intensa luz solar e as condições do deserto, faz com que a água evapore rapidamente. Como o teor de sal e minerais do Mar Morto é de 33,7%, pouca coisa sobrevive em suas águas. Não há peixes nem plantas; apenas alguns micróbios e bactérias na parte inferior.

Na vida cristã, se a graça de Deus que atua em nossa vida não fluir para os outros, ficaremos estagnados e quase sem vida, como o Mar Morto. Não é assim que devemos viver.

4. Leia João 7:37, 38 e Lucas 6:38. Em contraste com a experiência do Mar Morto, quando os cristãos recebem as correntes refrescantes da água viva de Cristo, qual é o resultado natural? __________________________________________ ___________________________________

“Deus poderia ter realizado Seu plano de salvar pecadores sem o nosso auxílio; mas, para desenvolvermos caráter semelhante ao de Cristo, precisamos partilhar de Sua obra. Com o propósito de participar da alegria Dele, a alegria de ver pessoas redimidas por Seu sacrifício, devemos colaborar em Sua obra para redenção delas” (Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p. 142).

“Os que desejam ser vencedores precisam negar a si mesmos; e a única coisa que efetuará essa grandiosa obra é interessar-se vivamente pela salvação dos outros” (Ellen G. White, Fundamentos da Educação Cristã, p. 207). Crescemos ao compartilharmos o que Cristo fez em nossa vida. Considerando tudo o que recebemos em Cristo, o que, senão o egoísmo mais abjeto, poderia nos impedir de compartilhar o que nos foi dado? Entretanto, se deixarmos de compartilhar nossa fé, nossa vida espiritual se tornará tão estagnada quanto o Mar Morto.


Quais têm sido suas experiências em testemunhar para os outros, orar com os outros e ministrar às necessidades de outras pessoas? Como essas experiências têm impactado sua fé e sua caminhada com o Senhor?