Rede Novo Tempo de Comunicação

legenda

Rede Novo Tempo de Comunicação

Agatha mata pelo menos 179 na América Central


Por marciobasso 01/06/2010 - 02h05

Guatemala - Vizinhos de Santa Apolonia, Chimaltenango, caminham com ferramenta para desobstruir um caminho. Foto: Prensa Libre/AP


A primeira tempestade tropical do ano trouxe inundações e deslizamentos de terra do sul do México até a Nicarágua, e deixou pelo menos 179 mortos na região.
Dezenas de pessoas continuam desaparecidas e milhares perderam suas casas, enquanto equipes de resgate se esforçam para alcançar comunidades isoladas pela tempestade, que destruiu estradas e pontes.
As autoridades indicaram que os deslizamentos, correntezas e inundações deixaram pelo menos 152 mortos na Guatemala, 17 em Honduras e 10 em El Salvador.
Na Guatemala, a Coordenadora Nacional para a Redução de Desastres (CONRED) anunciou hoje que pelo menos 152 pessoas morreram, 100 estão desaparecidas e mais de 64 mil estão em albergues.
A CONRED disse por meio de um boletim que há 171 albergues espalhados pelo país.
Ajuda europeia
A Comissão Europeia (órgão executivo da União Europeia) aprovou nesta terça o envio de 3 milhões de euros de ajuda de emergência “às vítimas mais vulneráveis” da tempestade tropical Agatha.
O Executivo da União Europeia (UE) aprovou as ajudas pelo mecanismo “mais rápido possível”, o sistema de Ajuda Primária de Emergência, que inicia em apenas três dias.
Esse sistema foi o ativado para as remessas de assistência humanitária às recentes catástrofes do Haiti e do Chile, países abalados por terremotos.
Bruxelas espera socorrer com este envio cerca de 100 mil pessoas necessitadas com alimentos, água potável, abrigos e assistência sanitária, informou em comunicado.
Um porta-voz da Comissão Europeia assinalou que “a magnitude da tragédia se mede pelo número de vítimas”.
CNTN, AP, EFE e prensalibre.com